road safety
Publicado em Nov 21 2014

Dados preliminares divulgados pelo SUS indicam que, em 2013, o número de fatalidades no trânsito brasileiro caiu 10% em relação a 2012. (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

Há pelo menos três anos, o número de mortes no trânsito brasileiro seguia uma curva ascendente, aumentando gradativamente a cada ano, até chegar ao ápice em 2012, quando 44.800 pessoas perderam a vida em acidentes. A boa notícia é que dados preliminares do SUS (Sistema Único de Saúde) indicam uma possível mudança nesse cenário. De acordo com as informações, o ano de 2013 registrou 40,5 mil fatalidades no trânsito, uma redução de 10% em relação a 2012.

O recomeço com o BRT
Projetos tendem a trazer mais segurança às pessoas
Publicado em Nov 6 2014

Brenda Medeiros durante conferência nesta quinta-feira, no Rio. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)

E se tivéssemos uma segunda chance para tornar nossas cidades melhores? Muitos municípios estão tendo essa oportunidade por meio da implementação de sistemas BRT. “É uma grande oportunidade para a cidade qualificar seu sistema de transporte público e tornar o ambiente viário mais seguro para as pessoas”, explica Brenda Medeiros, gerente de Projetos de Transporte da EMBARQ Brasil, durante a 8ª Conferência Internacional UITP – Grow with Bus Public Transport, nesta quinta-feira (6), no Rio de Janeiro.

Segurança viária é destaque do 1º dia de Etransport
Evento vai até sexta-feira no Rio
Publicado em Nov 5 2014

Foram recomendadas ações para mitigar acidentes. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)

O índice de mortes da cidade do Rio de Janeiro – 15 por 100 mil habitantes – alerta para soluções imediatas. A escolha da Fetranspor em abrir o maior encontro de mobilidade urbana do país, o Etransport, com o tema da segurança viária indica que o Rio de Janeiro e a vida não podem mais esperar. Com apoio da EMBARQ Brasil, o evento iniciou nessa quarta e vai até sexta-feira (7), no Riocentro, com a expectativa de um público de 12 mil pessoas.

Publicado em 30/10/2014

Treinamento de segurança viária no Rio de Janeiro debate as medidas necessárias para salvar vidas no trânsito (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

Lições aprendidas para salvar vidas
Curso de segurança viária chega ao fim no Rio
Publicado em Oct 10 2014

Dia foi para retomada das lições aprendidas. (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

Para que mudanças positivas aconteçam no espaço viário, é necessário, sobretudo, ação. “E vocês, que estiveram aqui essa semana devem ser os responsáveis por isso”, destacou Paulo Humanes, diretor de Desenvolvimento de Negócios Estratégicos e Marketing do PTV Group ao final do treinamento de segurança viária, organizado pela EMBARQ, PTV e Newcastle University. O encontro reuniu, ao longo da semana (6 a 10 de outubro), um grupo de 30 participantes, entre professores de universidades brasileiras, técnicos da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) do Rio de Janeiro e São Paulo e especialistas da rede EMBARQ.

Como evitar mais mortes no trânsito?
Especialistas trocam experiências em treinamento de segurança viária no Rio
Publicado em Oct 9 2014
Curso acontece no Rio de Janeiro. (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasi)l

Todo ano, cerca de 1,24 milhão de pessoas perdem a vida no trânsito - só no Brasil, são mais de 44 mil. As estatísticas superam as de muitas guerras e motivam especialistas a buscarem soluções eficazes. Ao longo desta semana (6 a 10), técnicos e acadêmicos do Brasil, Reino Unido, México, Turquia, Índia e Estados Unidos estão reunidos, no Rio de Janeiro, para trocar experiências no Treinamento de Segurança Viária, organizado por EMBARQ, PTV Group e Newcastle University.

Especialista da EMBARQ Brasil apresenta estudo em congresso internacional de Segurança Viária
Denise Chagas foi ao México para apresentar metodologia premiada
Publicado em Oct 2 2014

Foto: Marco Priego/EMBARQ México

O estudo Ferramentas para reconhecimento de fatores causais de acidentes de trânsito, de autoria de Denise Chagas, especialista em Segurança Viária da EMBARQ Brasil, foi apresentado, nesta terça-feira (30), durante o IX Congresso Iberoamericano de Segurança Viária, em Cancún no México. A pesquisa foi premiada, em junho passado, pelo Banco Internacional de Desenvolvido (BID), com publicação em livro do banco focado em segurança viária. A metodologia de coleta de dados utilizada é voltada ao contexto brasileiro, com base nas melhores práticas internacionais, cujos resultados podem ajudar a compreender os acidentes e evitar que mais mortes ocorram.

Publicado em Aug 12 2014
Foto: Pandini / Agencia RBS

Joinville está atenta ao futuro de sua mobilidade. A cidade, que desenvolve o Plano de Mobilidade Urbana (PlanMob), está investindo em infraestrutura para pedestres e ciclistas e, em um futuro breve, deve contar com uma rede integrada de faixas de ônibus. Com os projetos e a segurança das pessoas em vista, a cidade recebe uma auditoria realizada pela EMBARQ Brasil, ao longo dessa semana.

Contran padroniza faixas elevadas
Medida deve garantir mais segurança ao pedestre
Publicado em Jun 20 2014

Municípios devem regularizar faixas até o próximo ano. (Foto: Diário de Pernambuco)

Uma recente resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) estabeleceu novos padrões e critérios para a instalação de faixa elevada para travessia de pedestres em vias públicas. Já em vigor, a medida exige que os órgãos responsáveis pelo trânsito nos municípios adotem as providências necessárias para readequação das faixas já existentes e construção de novas até junho de 2015.

O transporte sustentável salva vidas
Por Luis Antonio Lindau, diretor-presidente da EMBARQ Brasil
Publicado em Jun 6 2014

BRT TransMilenio, em Bogotá, Colômbia. (Foto: Claudio Olivares Medina)

A falta de políticas públicas para o transporte coletivo, o aumento frequente na tarifa e o crescimento do poder aquisitivo provocaram uma queda de 25% na utilização do transporte público no Brasil nos últimos 15 anos[1]. Dependendo do trajeto, é mais barato usar motocicleta ou carro do que o transporte coletivo[2]. Não por acaso os níveis de motorização aumentaram no país. Desde o início do milênio, a frota de automóveis quase triplicou enquanto a de motocicletas aumentou cerca de 650%[3], gerando mais congestionamentos, poluição e mortes.